Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Loulou

"To live a creative life, we must lose our fear of being wrong"

Loulou

"To live a creative life, we must lose our fear of being wrong"

Um desafio em... 10 perguntas

A Graça, de Um ar de Sua Graça, um blog que aconselho vivamente a ser lido e seguido! Desafiou-me a responder a 10 perguntas. 

Obrigada Graça pelo convite! 

 

Cá vão as respostas...

 

Oferecem-te uma viagem no tempo que não podes recusar. Viajas 10 anos para trás ou para a frente?

 

Costuma-se dizer que para a frente é que é o caminho. Que hoje, é a nossa única oportunidade para construir aquele que poderá a vir a ser o nosso futuro. Pondo estes princípios em prática, à partida, não viajaria para a frente. Não para conhecer o meu futuro. Saber de antemão o que o futuro nos reserva implicaria viver.... entre a espada e a parede. Numa constante ansiedade com o que nos estará guardado. Seja ele bom ou mal. Perder-se-ia o encanto das surpresas que a vida tão bem nos sabe reservar! Não.... prefiro acreditar no aqui e no agora e fazer tudo ao meu alcance para continuar a ser feliz.

Aproveitaria sim, a viagem, de preferência ao passado, mas 10 anos parecem-me pouco tempo, quando se poderia ver e conhecer outras culturas, outras civilizações mais antigas.

 

Um filme que te arrependes de ter visto?

 

Não me chego bem a arrepender... quando vejo que a coisa não ata nem desata, desisto. Perder tempo? Nãaaaa... Quer dizer, às vezes lá se faz o sacrifício de se ver o filme até ao fim... ao menos salva-se a companhia! ahahahah

 

Prepara-te para fazer duas das escolhas mais difíceis deste mundo [ou talvez não]: um telemóvel com wi-fi mas sem carregador ou um telemóvel com carregador mas sem wi-fi?

 

Uiiiii! Que escolha difícil... ou talvez não!

Logicamente escolheria um telemóvel com carregador. Sempre estaria contactável com o mundo, à distância de um telefonema ou de um sms.

 

Fotografar ou ser fotografada?

 

Gosto imenso de fotografia. Principalmente a preto e branco. Onde podemos dar largas à nossa imaginação. Soubesse eu bem fotografar e enchia o blog de fotos. Como há quem já o faça e muito bem...

Assim como assim, com pouco jeito, prefiro fotografar. Não gosto nada de ser fotografada. 

 

Se tivesses obrigatoriamente de apagar o blog amanhã, qual o título do último post que irias escrever no blog?

 

Oh!

Este bog que andou em banho maria durante vários anos. Recomeço... não recomeço. Escrevo, o quê? Amanhã penso no que fazer... E assim foi andando. Umas vezes esquecido, outras lembrado.

Mas...

Nunca tive coragem o apagar. Seria estranho fazê-lo. Acaba por ser um prolongamento nosso. Aqui se escreve o que muitas das vezes não se consegue dizer. Pensamentos, vivencias. O que nos vai lá bem no fundo da alma...

Se o tivesse que fazer... e dito agora, seria com muito sacrifício. O título. Um que pudesse ele mesmo resumir tudo numa só frase.

Um título que não sendo de despedida fosse um até já. Talvez qualquer coisa do género...

C'est la vie!...

 

Tens [ou tiveste] alguma celebridade que consideras como o teu ídolo?

 

Bom... Trabalhei com uma pessoa que dado o cargo que desempenha no país e dada a sua popularidade, se poderá considerar uma celebridade. Ainda que o tenha em muito boa estima (altíssima!) e goste muito dele. Como pessoa e nas funções que desempenha... O meu ídolo nº 1, recai e recairá sempre na minha mãe. A minha heroína!

Pelo que, Sr. Presidente da República, desculpe-me, mas está em 2º lugar nesta corrida! ;)

 

Uma saída com amigos: discoteca até de madrugada ou jantar e ficam todos em casa a conversar?

 

Nada melhor que um bom serão de cacofonia... peço perdão... conversa à volta de uma mesa!

Epá.... Agora que penso,  estou a ficar velha?... Tá mal... muito mal. Mas o que fazer se já não acho graça nenhuma às discotecas? Quer dizer.... depende... da companhia!

 

Qual foi a frase que alguém alguma vez te disse e que nunca esqueceste [não precisa de ser profunda, há frases que simplesmente nos ficam na cabeça]?

 

Poderia perfeitamente dizer que a frase que acompanha o título deste blog, é um dos meus lemas de vida. Certo é que recentemente, ouvi alguém dizer "O sabor da vida depende de quem tempera". E faz-me todo o sentido. Complicamos demais...

Outra... "Cada segundo é tempo para mudar tudo para sempre" Charles Chaplin

 

Quando estás no carro ouves rádio ou escolhes música que queres ouvir?

 

Depende do dia, do estado de espírito e principalmente da companhia! 

 

Se pudesses voltar atrás no tempo e dizer alguma coisa que ficou por dizer [porque só te lembraste depois, é o que acontece sempre], o que dirias?

 

Fica sempre tanto por dizer e principalmente por fazer. Vivemos na expectativa de que conseguimos ter sempre tempo para isto e para aquilo. Que conseguimos chegar a todo o lado. Só que a vida rapidamente nos ensina que não é bem assim. E perde-se o momento, a ocasião certa, que não volta mais. E o que julgávamos seguro e certo, foge-nos por entre os dedos...

Arrependimentos? Não. O que passou... passou... Serve para aprendermos e tentar evitar erros futuros. Ou não fosse o passado a nossa maior fonte de aprendizagem!

Deveríamos sim, era saber aproveitar o agora e vive-lo com a intensidade devida e merecida.

 

ef47b975134886638a4cd410098ebc86.jpg

 

Agora é a minha vez de passar a batata quente a outra pessoa...

Hummm...

Deixa cá ver quem vai ser a minha vítima...

Martinha! Saíste-me na rifa!

 

Cada um descomprime onde pode!

Aproveitando o facto de terça feira ter sido feriado e numa de descomprimir fui ao supermercado. 

Realmente...

Dirão...

Não havia melhor sítio para ir descomprimir do que para um supermercado. Com um dia de sol como os que têm estado, em vez de ir para a praia vai para o supermercado.

Pois é... têm razão mas...

Eu vivo perto da praia! E adoro-a! Não há nada melhor do que se acordar de manhã, abrir-se uma janela e sentir o fresquinho, e o cheirinho, típico que os ventos trazem. Do barulho das ondas a baterem nas rochas...

Agora, que estou tão perto...

Vejo e vivencio a praia doutra maneira. Aprendi a reconhecer os seus sons e cheiros. Não só aqueles a que associamos as férias de praia, com os protectores solares e o cheirinho a coco, mas os que o vento nos faz chegar com o que as marés de inverno trazem.

Os seus momentos de aparente calmaria, só quebrada por bandos de gaivotas e outras aves que correm a praia à procura de alimento. Transeuntes que passeiam em busca da paz que só o azul da água e o bater das ondas na areia pode proporcionar.

Lembro-me, de também eu, esperar ansiosa pelas férias, especialmente as dos meus pais, e de escolhermos a praia, como local preferido para também nós, nos esticarmos ao comprido na areia, por entre as toalhas dos vizinhos de ocasião. 

Cheguei a fazer 3 meses seguidos de praia. O tempo de férias da escola. Passava-o praticamente todo numa praia. E corria desde as da Costa da Caparica, às do Estoril e Magoito. Lá íamos atarefados, de chapéu de sol, lancheira e toalhas às costas, rumo ao nosso quinhão de areia.

Podia continuar...

Mas uma pessoa não vive só de sol e mar. E há alturas em que é preciso encher-se o frigorífico. Principalmente quando nos vimos impossibilitadas de o fazer, após o fim de semana que se teve.

Isto tudo a propósito da minha ida a um supermercado. Que como anteriormente referi... ler post anteriores

Precisava de descomprimir...

Ver as novidades, as promoções da semana. Há quem gaste dinheiro em roupa, em comida. Há quem queira gastar e não tenha. O meu caso e o da maioria do país. E entre um gelado que em nada me iria beneficiar, e uma planta, pareceu-me óbvia a escolha.

A planta, ou três... 

Lá, mais uma vez, e é quase religioso o meu trajecto. Lá vou eu direitinha à secção de plantas e flores. Ver as novidades! Ora, aproveitando a altura que tudo ruma para as praias, as novidades verdinhas, ficam à minha espera!

Sem falar na promoção dos ditos 10% oferecidos por uma cadeia de supermercados!

Vieram 3 suculentas. Precisavam de ser resgatadas. Com a terra já em torrão de nem uma pinga de água terem visto mais. Muito provavelmente deste o dia em que saíram do viveiro.

Safei-me das orquídeas, outra das minhas perdições! Essas coitadas, pouco ou nada haveria a fazer por elas. Não percebo. Com tanto funcionário nos supermercados, não existir uma alminha que tenha um rasgo de consciência e regue as plantas. 

 

IMG_20170816_124918.jpgIMG_20170816_124943.jpgIMG_20170816_124923.jpg

 

Não são nada de especial, mas que me fizeram bem ao ego, fizeram!

 

Perdeu-se canalizador...

Como é possível perder-se um canalizador?

Fácil... muito fácil...

Basta arranjar um em que marca hora e dia e não aparece. Marca para o dia seguinte, à mesma hora, e depois, aparece uma hora e meia depois da hora marcada. Após vários telefonemas. Sai a dizer que no dia a seguir volta, e, nem sinais dele? Terá ido comprar cigarros?

Fácil, não é?

 

3c117a13563311a8d7f7be0188633068.jpg

 

Continuo a achar que o canalizador deve ter ido pelo cano abaixo, que até hoje, nem sinal dele...

Vamos lá ver se o dito, entretanto dá à costa... e ainda me é abertura de um qualquer jornal nacional das 8! 

ahahahahah!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

I'm out .... bad energies

 

Segunda-feira...

Chega uma pessoa dum fim de semana, que de descanso? Só mesmo a definição no dicionário. Foi tudo menos isso. Ou não tivesse tido o azar de surgirem rupturas numa das canalizações da casa de banho. Provocando infiltrações de água para o andar de baixo.

Era cá um chuveirinho...

E ainda assim... sorri-se. Há que relativizar os problemas e esperar pelo orçamento do canalizador... Aí é que se perde o sorriso.

Já no escritório....

Com um sorriso na cara, tentando combater a natural "ressaca" típica dum pós fim de semana. Esperando encontrar o seu cantinho sossegado, calmo, cheio de boas energias para começar bem a semana. E aproveitar da melhor forma, o facto de a maioria estar de férias.

Isto vai ser um sossego!

Quando... de repente, o ar fica carregado. Pesado. Cheio de "más energias". Uma pessoa até sente nos ossos...

Uma porta abre-se e dá-se de caras com um "trombone" até aos pés... daqueles que até ganham rugas antes do tempo...

Um que ainda por cima veio de férias... 

E sorri-se... 

Do outro lado, um ar altivo, emproado, como se todos lhe devessem alguma coisa. Há gente que gosta de cultivar antipatias.

Oh! Sorte...

 

 b474ee2b0136c3ada0a33e326d40cf7c.jpg

 

Tem problemas? Quem não os tem?

E eu sou a primeira a reconhecer que as segundas são dias complicados. Mas mau feitio? Tem limites... Tenha lá paciência... 

Tanta mediocridade para quê? Continuo sem perceber do porquê de certas pessoas, sistematicamente, continuarem a perder tempo com ninharias... no seu limitado tempo. E se ele é curto. Quando damos por isso... puf... acabou...

Sempre a queixarem-se da vida que levam... ou não levam.

Como se tivessem reais razões para o fazer. Vivem num mundo encantado só delas, onde só há são rainhas e reis. Onde são as principais protagonistas. Têm um emprego, casa, família, tiram férias, fazem o que querem e o que não querem, quando e onde bem lhes apetece e ainda reclamam da vida?

E se arranjassem uma vida... a sério? 

Não, não me vais estragar o dia... a semana... 

Xô má energia.... Xô...

I'm out

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Loulou no pinterest

Loulou no face

Mensagens

Pesquisar

 

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D