Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Loulou

"To live a creative life, we must lose our fear of being wrong"

Loulou

"To live a creative life, we must lose our fear of being wrong"

Às vezes, dou por mim a pensar.... Será que conseguiria viver sem ter um gato?

Hoje...

Dizem ser o dia Internacional do Gato.

Estávamos no ano de 2002 quando a organização International Fund for Animal Welfcare, decidiu que este 8 de Agosto seria a data, para além de celebrar um dos animais domésticos mais famosos do mundo... Terá como objectivo, uma maior consciencialização dos cuidadores para a forma mais correcta de cuidar dos gatos domésticos.

Eu referi cuidadores, em vez de donos, certo?

Quem tem um gato sabe que não é o seu "dono". Nós, apenas cuidados das suas necessidades básicas, em troca dos seus ensinamentos. E quem diz dos gatos, diz o mesmo de qualquer outro ser senciente. Seja ele cão, periquito, hamster, todos têm algo para nos ensinar. Aliás, faz-me imensa confusão dizer-se que se é dono do que quer que seja. Estamos todos aqui de passagem e não se leva nada para... para o que quer que seja que acontece depois da morte.

Então?... Para quê se dizer que se é dono disto e daquilo e depois, quando se cansa do brinquedo, o abandona à sua sorte.... tantas vezes no meio de estradas...

 

CIMG6567.JPG

 

 

 

Mas, para mim...

Todos os dias, são dias do Gato!

 

Todos sabemos que os gatos são aqueles seres fofos, peludos e que nos surpreendem com as suas gracinhas ou travessuras. Mas, é também do senso comum, que, nem todos estamos preparados, para às vezes, compreender alguns dos seus comportamentos e necessidades básicas.

Não sei eu outra coisa!

Ou não tivesse, em casa 4 bolas de pêlo! Cada uma com a sua personalidade e feitio. Cada um com os seus gostos e defeitos...

 

Sempre vivi com gatos. Sempre fizeram parte do meu mundo encantado da bicharada. Mesmo antes de nascer, já viviam gatos, tanto na casa dos meus avós como na dos meus pais. Mais parecia viver num micro mini zoo! 

Às vezes, dou por mim a pensar.... Será que conseguiria viver sem ter um gato?

Claro que sim... mas...

A resposta ainda que óbvia, é claro que se consegue viver sem um animal de estimação. Mas... E há sempre um mas... Com que substitutos, se colmataria todos aqueles momentos proporcionados pela companhia de um animal de estimação? Neste caso um gato?!

O que é que, em alternativa, se enroscaria nas tardes frias de inverno, no nosso colo? Assim como aquele inconfundível som? O ronronar? Que às vezes mais parece um motor dum carro a trabalhar... Quem o faria?

O mesmo som que nos acalma depois de um dia de stress? E que em tantas situações, substitui o médico, o psicólogo e por sequência, a medicação? 

Isto sem esquecer, daquele suave e quase imperceptível, toque do seu húmido nariz nas nossas bochechas, seguido de uma patinha, como que a acariciar-nos? Quem resiste àquele silencioso abraço, quando nos pedem colinho?... Eu não!

Com quem é que aprenderíamos a perder a mania de controlar tudo à nossa volta? 

Exemplo?

Quem já não se passou dos carretos, quando... depois de se varrer a cozinha, "alguém" se lembra de ir brincar com as migalhas, quando andamos à procura da pá? E aquelas calças pretas, acabadas de engomar, que de repente aparecem cheias de pêlo.... no sítio onde as deixámos, bem longe das alminhas? 

Quem melhor que um gato para nos ensinar a escolher amigos? É verdade! Eles sabem quem realmente é nosso amigo! Quem não gosta de animais.... huummmm....

Quem melhor que um gato... para nos acordar de manhã?

Eu cá, já desisti dos despertadores... Só ainda não consegui foi, acertar-lhe os ponteiros. Todos os dias às 6h da manhã! Há lá relógio mais pontual!...

Quem nos ensina a não ter medo de nada? Aranhas... Assim como os súbitos ataques de "paranóia" quando se põem a olhar para o vazio, todos eriçados... que nos deixam com um friozinho cá na espinha... E, depois, desatam a correr dum lado para o outro, feitos tontinhos...

Ah! Estavam só a testar-nos!!!

E quem melhor que um gato, para nos dizer que está na altura de... arrumar as gavetas? Calha um pequeno esquecimento.... uma gaveta mal fechada e lá está um! Há que manter tudo simples e arrumadinho!

Tudo faz parte da convivência com um gato.

Até mesmo quando partem, nos ensinam... que o amor perdura na memória... 

E tanto fica por dizer, que só quem é bafejado pela sorte de ter um gato pode contar!

Eu tenho 4 gatos... ou serão 4 anjos?!

 

 

"O GATO possui beleza sem vaidade,

força sem insolência,

coragem sem ferocidade.

Todas as virtudes do Homem

sem os seus vícios"

 

                                               Lord Byron

 

 

 

Junta pasta de modelar + brincos e obtens um Verão mais colorido!

Ainda se lembram deste post? Será que dará resultado?

No qual abordei a experiência que estava a fazer ao usar pasta de modelar em peças de bijuteria?

 

Então... não é que deu resultado!

A pasta aderiu lindamente às peças, e, tal e qual como expectava, não reduziu muito de tamanho. Ainda que, nalgumas peças tenha tido que rectificar, colocando um pouco mais de massa. Para ainda dar mais volume.

 

É verdade!

A pasta dá para ser lixada com uma lixa de grão muito fino. O que é bom para eliminar excedentes.

 

 

Eis os primeiríssimos resultados...

Um par de brincos floridos! Simples mas coloridos.

Muito a propósito do verão!

 

CIMG8369.JPG

Como fiz...

 

Pega-se na pasta, que tem um cheiro muito característico, e coloca-se na peça. Molda-se com as mãos até se obter o efeito pretendido. No meu caso, queria preencher as ditas peças e ao mesmo tempo, dar-lhes volume. Sem ter de recorrer à resina acrílica.

A secagem é muito rápida, por esta altura do ano. Contudo, convém esperar que seque bem. E para tal, ter-se-à que esperar um bom par de horas. Dá para adiantar outros projectos!

Assim que se tenha a certeza que está totalmente seca, passa-se para a fase seguinte.

Não esquecer de verificar, se a pasta está bem fixa à peça. Caso se solte, o que não é o pretendido, cola-se com um pouco de cola líquida, daquela própria para artes decorativas ou de bijuteria.

Pode-se depois, adicionar mais pasta, para dar mais volume, aqui vai depender do projecto.

Caso, seja necessário, usar a lixa para alisar a peça. Convém, para dar aquele aspecto de acabamento lisinho e sem rugas!

 

CIMG8260.JPG

 

Entretanto, vão-se ensaiando os desenhos que queremos depois pintar. Ou, cá o amigo google, aconselha uns quantos modelos que devidamente adaptados ao tamanho da peça, podem depois ser transferidos para a mesma. Usa-se, claro, o papel de carvão para tal efeito. Se tiverem jeitinho, com o lápis de carvão desenham livremente sobre a pasta. Afinal, é uma tela em branco...

As tintas usadas foram acrílicas. Existem várias marcas boas no mercado. Eu, estou habituada a usar as da Americana ou as da Folkart. Gosto do aspecto final que dão à pintura. Mas gostos não se discutem!

A pasta absorve bem a tinta, sem ser em excesso. Quer isto dizer, que à segunda "demão" da base, podemos pintar o que se quiser!

 

Dica:

Nestes brincos, usando um pinta-bolinhas pode-se fazer, praticamente, toda a flor!

Envernizar as peças, para maior durabilidade da pintura. Pessoalmente, uso os vernizes acrílicos mate em spray, Mas pode-se usar com brilho, ou, até mesmo, optar pelo verniz de vitral, dado a pincel. Depende do gosto de cada um!

 

CIMG8372.JPG

 

Para quem não sabe o que é um pinta-bolinhas?

É uma ferramenta muito versátil, que se usa nas artes decorativas e serve para pintar bolinhas ou pintinhas. Igual à da foto mais abaixo. Existem no mercado com pontas de vários tamanhos. Um exemplo do uso do pinta-bolinhas é na pintura dos olhos de bonecos. Pode ser usado em qualquer superfície, como o papel, madeira, biscuit, tecido, tela, gesso, etc... 

pinta-bolinhas.jpg

 

 

 

Ups... virou uma caixa para guardar.... canetas?!

As férias lá passaram... para grande pena minha. E com o final delas ganhei...

Tcharaaaaammmmmm...

Não o Euromilhões, mas uma bursite, num dos joelhos.

Há lá coincidência das coincidências!

 

Mas nesta curta semana que passou a voar, entre tanta coisa para se pôr em dia. Aproveita-se sempre estes tempos de, dita pausa, para se fazer aquilo que normalmente, e, durante a semana de trabalho não se consegue. Por indisponibilidade ou incompatibilidade de horários.

O que é certo é que ainda deu para dar o gosto ao dedo... ao pincel, quer-se dizer!

Com mais calma... Sem stresses!

 

Estão a ver aquelas caixas de madeira que trazem uma garrafa dentro?! E que depois de se retirar a garrafa, ficam sem grande utilidade?

Pois...

Tinha cá uma!... eheheheheh

Escusado será dizer que o bichinho pelo gosto da reciclagem voltou a roer a corda! E que não seria esta, a primeira vez que iria reciclar uma caixa deste tipo, ver nestes Fica a Dica e Fica a Dica I

Mas desta vez queria fazer diferente. Algo mais simples e quem sabe? Que servisse de inspiração para alguém, talvez um dia, tentar fazer a sua própria versão! 

 

Uma caixa para guardar... canetas!

 

Ora...

Todos temos canetas em casa. Sejam elas de ponta fina ou grossa. A gel ou a tinta permanente e nas variadas cores. Todos temos e ainda todos escrevemos com elas. Apesar de agora... estar tudo à distância de um dedo, há quem ainda goste de escrever!

Mas nem todos fazemos colecção de canetas. Certo? Especialmente daquelas com os mais variados feitios e modelos. Alguns até bem desconcertantes... 

Mas eu tenho cá em casa, alguém assim! Pai!

Coleccionador de canetas!

Das tipicamente vulgares às mais bizarras. E apesar de ter uma caixinha própria onde guarda as suas "preciosas". Andava a precisar de um espaço maior para guardar as restantes. E futuras aquisições, como é óbvio!

 

 CIMG8347.JPG

 

Isto, só cá para nós, foi uma forma que arranjei de ter as canetas guardadas num só sítio e não andarem espalhadas por tudo o que é gaveta. eheheheheh

 Até uma bandeja fiz!!! 

Com um pouco do cartão, que se encontra nas caixas de papelão. Recortado à medida do interior da caixa e forrado. Tanto o interior como todo o exterior foi pintado a tinta acrílica na cor preto. O fundo, da caixa, também ele, foi forrado a papel veludo adesivo na cor bordeaux.

Ó que prendada andei eu por esses dias! cof... cof...

 

CIMG8351.JPG

 

Depois, inspirada nesta dica - Como fazer uma etiqueta para garrafa, cá, novamente da Loulou... cof... cof...

Fiz o tampo da caixa. Cartolina, folhas de jornal, fitas de cetim e canetas. Tesoura, cola, etc...

Até que chegou o grande dia da sessão fotográfica.

Escolher um local com boa luminosidade, foi a carga dos trabalhos. Entre acabar a caixa e fotografa-la, para depois a embrulhar e a oferecer...

A hora escolhida até que podia ter sido pior. Final do dia e o sol já querer bailar, o despacito, para o outro lado do planeta...

Ainda assim consegui tirar algumas apresentáveis. Isto não dá para se ser bom em tudo! ahahahah

Entre uma foto aqui... experimentar tirar antes ali...

Comecei a estranhar a ausência do Jaqui... O meu fiel arquitecto/engenheiro de obras.

Quem não sabe, o Jaqui adora estar "sempre presente" nas fotos às quais ele não é o protagonista.

Do tipo... Emplastro...

Quando lhe toca a vez... É gato dum diabo que não pára quieto.

Mais umas fotos para os pormenores e daquele mafarrico nada...

 

CIMG8357.JPGCIMG8349.JPG

 

Aaaaahhhhhh!

Eu logo vi que não esperavas pela demora!

Cá está ele!

Mais uma vez...

Na sua habitual inspecção ao trabalho!

Ai! Que ainda levo uma multa por... atraso na entrega da obra...

 

CIMG8352.JPG

 

Ufa...

Parece-me que foi aprovada e adjudicada a obra!

Tanto pelo sir Jaqui, como por quem a caixa foi destinada!

 

 

 

 

Fotos de dupla exposição

Cá estou eu de volta!

Para mais uma semana de trabalho. As férias... possa como é possivel uma semana passar a correr?! É incrível como o tempo passa e quase nem se dá por ele. 

Enfim.. ainda tenho mais para tirar!

Agora, vamos ao que interessa!...

Alexis Nevessart, vive em Paris e é uma apaixonada pela fotografia, especialmente as fotos de dupla exposição.

Nesta série intitulada "Animals and their environments" ela, inspirou-se nos documentários de vida animal a que assistiu, assim como o meio envolvendo cada animal.

 

84.png

"My name is Alexis, live in Paris and practice double exposure. For this series of “Animals and their environments”, I was inspired by documentaries that I watched about wild life of animals and their environments which surround them, I was amazed by some lost silents and quiets places where lived these animals and where the humanity was almost non-existent.

One day I wanted to merge these 2 elements (animals and their environments) into one simple picture through the double exposure technique. I saw that this process had already been realized by others artists, so I decided to work harder to obtain a different look, different design, and obtain a very original result, very pleasant to look at and reminding a process between the painting and the photography.

I’m very happy about how it finally turned out and hope everyone will appreciate the final result!"

163-768x546.png

96.png

A técnica de dupla exposição pode-se definir como, o efeito que acontece, quando duas cenas diferentes aparecem sobrepostas na mesma fotografia. Actualmente já existem câmaras fotográficas que permitem obter este tipo de efeitos, mas quem não tem e quer experimentar pode usar o photoshop.

160-768x532.png

“Usually I spend 3 or 4 hours making one double exposure creation. I love creating unique pieces of art, with a lot of details, I also try to vary every photo as much as possible (nature, city, landscapes, etc…) and work really hard to obtain the best result I can.  I can spend an hour looking at my finished work just to make sure there are no mistakes. When I start a creation I say to myself: “Don’t do like others, do something different, do something that no one has seen”, and then I start my creation with some music in my ears, just doing what I love”.

tumblr_odru83dmWa1rv33k2o5_500.jpg

Boa Semana!

Mais sobre mim

foto do autor

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Loulou no pinterest

Loulou no face

Mensagens

Pesquisar

 

Comentários recentes

  • A Desconhecida

    Gostei de ler!! :) Beijocas, bom fim de semana!! 😍...

  • Triptofano!

    É sempre tão bom sabermos mais um bocadinho de que...

  • Graça

    Obrigada. Beijinho.

  • Loulou

    Obrigada querida!Lanço-te o desafio! Caso gostes e...

  • Chic'Ana

    Gostei muito de ler, e sim, nada de apagares o blo...

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D