Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Loulou

"To live a creative life, we must lose our fear of being wrong"

Loulou

"To live a creative life, we must lose our fear of being wrong"

Compota de Nêsperas

O bom dos fins de semana prolongados é nos permitir ter um pouquinho mais de tempo para se desfrutar, com qualidade, daqueles pequenos momentos que de outra maneira não nos é... como que... permitido. Dois dias que passam a correr, para além das tarefas óbvias, pouco tempo ou senão mesmo nenhum resta para outros prazeres.

Se juntarmos duas semanas seguidas com fins de semana prolongados... é quase como nos sair um prémio da lotaria... calculo!

Nestas alturas sabemos sempre como aproveitar o tempo.. bem esticadinho para se chegar a todo o lado!

E o que nos deu para fazer? Compota de nêspera.

Como todas as compostas requerem tempo para a sua confecção. Daí que se aproveitou um destes dias e pusemos mãos à nêspera!

Há anos que não se fazia cá em casa. Uma das razões prende-se por as nêsperas de compra às vezes serem um fiasco. Têm uma aparência linda... grandes, mas depois o sabor... insípidas. Outra das razões, a nespereira até então tinha produzido tão pouquinhas que o que dava... os melros eram sempre os primeiros e quase únicos exclusivos a prová-las. Já este ano... a nossa "menina" foi um amor! 

Simpática e generosa proporcionou-nos umas nêsperas do mais docinho que há. Consolo à barriga e ao peito... assim diziam os antigos.

Claro que não são tão grandes e vistosas como as que se encontra nos supermercados. Mas são seguramente mais doces e nossas... portuguesas!

CIMG7906.JPGDá para ver que o frasco já ia a meio para a foto...  Difícil... difícil é para de comer. O mal é começar!... 

 

Compota de Nêsperas

 

Ingredientes:

1,5 kg de nêsperas

1 kg de açúcar

3 dl de água

1 estrela e anis

 

Preparação:

Lavar bem as nêsperas e escalda-las em água fervente. Transferir depois para uma tigela com água fria, retirando-lhes a pele e os caroços. Cortá-las às fatias. à pare, levar ao lume o açúcar com a água e a estrela de anis. Deixar ferver cerca de um minuto. De seguida, juntar as nêsperas e deixar ferver em lume brando até obter ponto pérola. Retirar do lume e guardar em frascos esterilizados.

 

Assim dizia a receita... tirada de uma revista da especialidade!

Mas... por aqui tem-se sempre o hábito de alterar, adulterar as proporções das receitas e esta não foi excepção! 

 

Para além das proporções alteradas, fizemos com mais quantidade, a estrela de anis foi outra das vítimas a ser substituída por um pau de canela. Não se encontrou à venda, em lado nenhum... o raio das estrelas de anis! Não sei qual seria o sabor com a dita... mas com a canela ficou sublime!

As nêsperas não foram escaldadas, nada... lavadas e retirou-se à mesma pele e caroços. Mergulhou-se sim em água fria enquanto se descascavam.

A meio do tempo da confecção e como as nêsperas não se desfaziam... nada melhor do que um esmagador de batata. Aquele utensílio para fazer puré de batata manual foi essencial para esta fase.

E o ponto não foi o de pérola mas sim o de estrada. 

O resto foi igual... guardou-se em frascos esterilizados e com um pequeno pedaço de papel vegetal , recortado à largura da boca do frasco e colocado por cima da compota.

CIMG7909.JPG

Bon appetit!

 

 

Christmas cookies

Huummmm!!!!

 

No ar sente-se um adocicado aroma que preenche as casas.... as pastelarias... e que nos inebria! 

Começaram os preparativos para a noite de Consoada.

Da cozinha vêm sons de grande azáfama... Tachos e panelas para aqui, taças e medidores para acolá...

Chegam as hortaliças e as carnes... Pairam nuvens de farinha  pelo espaço...

Partem-se as nozes, separam-se as frutas dos caroços...

O forno transforma-se num fazedor de sonhos tornados em realidade! Entram esperanças e saem as mais fantásticas iguarias que nos deixam a salivar...

E antes de poderem ser degustadas vão enfeitar a árvore de Natal...

As bolachinhas...

33fedb77fbba00ad69009e30a132fffa.jpg

Já começaram a preparar as vossas bolachinhas de Natal?

3fb7dba05b5ba86e266fba2397b20d04.jpg405be9fcfde864a38fccf975a7a9d386.jpg

De várias formas e tamanhos a decoração torna-as em verdadeiras obras de arte...

Difícil... difícil mesmo é resistir-lhes! 

5eb9e24f49b4bee5f62257efd167ad02.jpgIMG_5787.JPG

E são tantas as sugestões...

3c9ae985bcfa0347a9f1d905d215e8ec.jpgdb4e67066ab1f3fe870db2efa066415f.jpg

Mais e mais exemplos aqui

02277817bdc4a7b9d83664d0b26cda85.jpg23ca5b8725f96113573db7ad2b0ebb06.jpg

Até casinhas se podem fazer...

5a92ed6c88e474066a55a15fd20afa7f.jpg

Fica um passo-a-passo para ajudar a decoração das vossas bolachinhas

 

 

Tarte de amêndoa... com segredo!

Ontem foi dia do pecado cá em casa!

Do doce pecado!

Também de vez em quando não faz mal nenhum!...

 

E se for feito em casa, ainda melhor. Pelo que lá andei eu de volta das farinhas, dos ovos e do forno.

 

Uma das minhas sobremesas preferidas é sem dúvida a tarte de amêndoa! Atenção... Muita atenção... só depois das que levam... ou melhor, abusam do chocolate... preto. É claro!

 

Mas esta não se trata de uma tarte de amêndoa qualquer... esta tem um segredo!

 

Huuummmm... que cheirinho bom que ficou pela casa...

 

Como a pressa em comer era maior que a paciência em tirar as fotos....

Foi isto que se arranjou!

 

Por telemóvel... sem efeitos.... mas muito saborosa!

Cá vai a receita!

 

20161113_211743.jpg

 

Ingredientes

1 base de massa quebrada de compra

1 doce - compota a gosto 

80g de açúcar

80g de manteiga derretida

2 ovos

1 colher de sopa de farinha de trigo (usei a Branca de Neve super-fina - pacote vermelho)

100g de amêndoa moída

80g de amêndoa laminada

 

Preparação

 

Ligar previamente o forno a 180º/200º. Ter em conta que a preparação é rápida, convém que ele esteja pré-aquecido uns 10 minutos antes de se colocar a tarte.

 

Forra-se uma forma tarteira de fundo amovível, com a base da massa quebrada. Pica-se o fundo com um garfo.

 

Numa tigela, batem-se o açúcar e a manteiga. Optei por usar aquela margarina própria para bolos da Becel que já vem líquida. Bate-se até se obter uma mistura homogénea e esbranquiçada.

 

Junta-se, de seguida os ovos, um de cada vez e batendo bem.

 

Adiciona-se a farinha de trigo e a amêndoa moída. Misturar para não criar grumos.

 

Agora vem a parte do segredo...

O doce é colocado no fundo da tarteira e espalha-se bem. E por cima deste, coloca-se a mistura anterior, a dos ovos e farinha.

 

Espalha-se a amêndoa laminada por cima.

 

Vai ao forno durante aproximadamente 40 minutos. No meu, levou menos tempo. Convém fazer o teste do palito antes de se retirar do forno.

 

Uma vez pronto, retira-se e deixa-se arrefecer.

 

Colocar um pouco de açúcar em pó por cima da tarte e servir.

20161113_212214.jpg

 

Dependendo da largura e altura da vossa tarteira, a fatia pode ficar com mais altura. Mais pequena, fatias mais altas. 

A minha é larga e baixa pelo que tive de recortar a massa excedente.

 

Também podem usar, em vez de massa quebrada, massa areada.

 

Já me esquecia, o doce que usei...

Foi... doce de gila!

Até parece que se estava a comer... uma fatia de toucinho do céu!

Porque é de manhã que se começa o dia!...

Como tentar começar bem o dia?!... Hummm... ao som de música agradável, miminhos, abrir a janela e sentir o freco da manhã... e quando tudo isto não chega??!!

Com uma valente fatia de bolo de chocolate e um café?!... 

Chocolate e café... a combinação ideal e explosiva para me dar energia para mais um dia de trabalho... 

20160902_091556.jpgSabem aqueles dias em que apetece muito, mas muito chocolate...  ah sim sou ainda que ligeiramente... dependente de chocolate, só ligeiramente (mentira)... e chegar a casa e ter ganas de se comer a fatia de bolo de chocolate daquele mesmo que  à uma semana se pensa fazer e depois se adia... adia... e adia... e não há... nem migalhas??

Pois é a razão...

O Matias o meu gatinho, o mais velhote está por um fio (terminal... está outra vez pior...) É uma sensação terrivel... Bom, não quero falar disso...

... 

Vai daí... eram 11h da noite e lá estava ele, o bolo a sair do forno, cheiroso e quentinho... Corajosamente aguentei até de manhã e foi quando lhe ferrei o dente!... 

Ok, não fui só eu!!!

Ai... soube-me pela vida.... 

 

Fica a receita: Bolo de chocolate com Mascarpone

 

Ingredientes:

6 ovos

125g de manteiga líquida 

150g de açúcar granulado fino

200g de farinha 

200g - 1 tablete de chocolate próprio para culinária

1 colher e meia de chá de fermento em pó 

250g de queijo Mascarpone

 

Como preparar:

Unta-se uma forma de bolos com manteiga e polvilha-se de farinha. Desta vez usei uma redonda com tubo. Ficou mais alto e fofinho.

Convém ligar o forno para pré-aquecer uns 10 minutos antes de se colocar o bolo.

Derreter o chocolate juntamente com a manteiga em banho-maria. Para ser mais rápido podem derreter no microondas. Convém depois, deixar arrefecer um pouco para quando se adicionar às gemas estas não cozerem. 

Numa tigela batem-se as gemas com o açúcar até se obter uma mistura bem cremosa e o açúcar estar dissolvido.

 

Junta-se o mascarpone à mistura das gemas e do açúcar e mexe-se bem.

As claras são batidas em castelo e ficam a aguardar.

Junta-se a seguir o chocolate à mistura das gemas e açúcar, aos poucos e com uma colher de pau ou varinha de arames mexe-se até tudo se misturar.

De seguida adiciona-se a farinha previamente misturada com o fermento ao chocolate, mexe-se bem. Costumo usar um passador para evitar pequenos grânulos de farinha na massa.

Para finalizar juntam-se as claras que devem ser misturadas com cuidado e não batidas na massa. Uma colher de pau é o ideal para esta fase.

Vai ao forno durante 25 a 35 minutos. Ter atenção de durante a cozedura verificar se o bolo cresce todo por igual e se não queima. 

Depois...

É saborear...

 

Tarte de maçã... com noz.... nham... nham...

Receita no fim

"Queres ajuda?"

Aaaaahhhh!!!! Opáááá.... por esta é que não estava à espera.... 

CIMG7303.JPG

 

Domingo à tarde, na cozinha. Até aqui, nada de estranho, não sou grande cozinheira, mas já para os doces... esses, ficam por minha conta! 

Apetecia-me algo doce, e não, não era um "Ferrero Rocher"! Tinha visto em tempos, uma receita de tarte de maçã... com nozes, e andava para a experimentar, vai daí... 

Entre juntar ingredientes, medir, partir....blá...blá...blá.... nisto... surge o meu pai à porta da cozinha e pergunta...

"O que estás a fazer?!

(jááaaa???? mas ainda nem sequer começei e já anda aqui a rondar.... hummmm.... guloso....) antes que pudesse responder, sai-me com esta... "Queres ajuda?!" Opáááaa... está algum santo para cair do altar... 

Para quem não conheçe, o meu pai na cozinha, é o mesmo que estar assentada, à espera que me saia o Euromilhões.... sem jogar... Não estava, de todo, à espera disto... quer aprender a cozinhar??? momento pai e filha na cozinha?! Este vai para a minha caixinha das memórias, ai vai.... vai!!!

"Claro que sim!"

Vê-lo, a ajudar-me, com um ar de arrependido... com aquela expressão - mas no que me fui eu meter...

Esteve até ao fim. E esta, receita é bem simples, o que faria se fosse uma daquelas, bem mais complicadas...

 

E não é que ficou boa?!

 

Caso queiram experimentar... com os vossos pais, é sucesso garantido!!!

 

Ingredientes:

1 rolo de massa quebrada

1 lata de leite condensado

100g de miolo de noz

1 dl de leite

4 maçãs

6 gemas

açúcar em pó

 

Mãos à obra:

Parte-se e pica-se o miolo de noz, com uma faca, bem miúdinho. 

Untar uma tarteira com manteiga, forrá-la com papel vegetal, ou, em alternativa, o próprio papel da massa. Forrar, de seguida com a massa quebrada, aconchegando-a bem aos rebordos da tarteira. Picar o fundo da massa com um garfo. Com uma faca, aparar os bordos.

Numa taça, vertem-se as gemas, junta-se o leite condensado e o leite. Misturar muito bem.

Entretanto, descascam-se as maçãs, retiram-se as pevides e as cascas. Cortam-se em fatias. 

De seguida, espalha-se uma camada de miolo de noz, no fundo da tarteira, distribuem-se as fatias de maçã e por fim, o restante miolo. 

Verte-se a mistura de leites e ovos sobre a forma. Vai a forno pré-aquecido, a uma temperatura média, durante aproximadamente, 35 minutos. Varia consuante o forno.  

Quando acharem que está pronta, retira-se do forno, desenforma-se, deixa-se arrefecer. Optei por colocar depois, um pouco de açúcar em pó.

Nota:

Quem apreciar, pode juntar essência de baunilha, à mistura dos leites.

Bom Apetite!!!

Mais sobre mim

foto do autor

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Loulou no pinterest

Loulou no face

Pesquisar

 

Comentários recentes

  • The Cherry

    Ainda não conheci ninguém que tenha chegado aquele...

  • Loulou

    Os rapazes são sempre mais aventureiros que nós ra...

  • The Cherry

    Eu até fui uma menina relativamente calma por isso...

  • Loulou

    Sim... sim... tenho outros tantos esqueletos no ar...

  • Loulou

    Está não está...Foi dessa altura que o juizo foi-s...

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D