Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Loulou

"To live a creative life, we must lose our fear of being wrong"

Loulou

"To live a creative life, we must lose our fear of being wrong"

Tarteletes de manteiga de amendoim

Esta é uma daquelas receitas que até faz crescer água na boca...

...de tão booooaaaaa que é!!!!

Está na revista do Continente deste mês.

Já a experimentei!

Mas vamos por partes!...

IMG_20180213_210807.jpg

No fim de semana passado, invariavelmente... fui às compras. Nada de especial, nada que toda a gente não faça. Tal e qual as formigas.... sempre a acartar para casa. 

A minha ideia só passava por ir buscar o tinteiro em falta para a impressora! Mais nada... ou pelo menos é sempre essa a nossa intenção! Mas ir ao centro comercial e não passar pelo hipermercado é como ir a Roma e não ver o papa.

Não pode... tá mal...!!!

E como de costume, nunca se traz só o que se leva na lista... Há sempre mais qualquer coisita que vem agarrada ao carrinho de compras. Ainda estou para perceber o efeito cola que esses ditos extras têm, que se agarram de tal forma ao carro que não há maneira mais de os largar... a não ser dentro do nosso saco de compras...

A revista do Continente... pois...

Estava lá... bem visível no expositor e enquanto se espera pela nossa vez na fila para as caixas de pagamento... a curiosidade foi mais forte.

A receita...

Tão apelativa... com manteiga de amendoim?! Oi?!

Será que é bom?!

OK... esta vai!

IMG_20180213_210436.jpg

Ontem...

Foi dia de pecar... salve seja! 

Por hábito, não costumo fazer receitas que aparecem neste tipo de revistas. Recorro sempre às que a minha mãe tem da Teleculinária... às n revistas que ela já comprou. Mas esta parecia apelativa.

Ainda que leva-se manteiga de amendoim. Que nunca até ontem tive curiosidade de provar. Lá por não ser grande apreciadora de amendoins... nada como se experimentar e como o povo diz... também não quero morrer burra sem ter provado. 

A manteiga, propriamente dita, continuo a não ser fã mas o mesmo não se pode dizer das tarteletes...

Ficaram tão boas!

IMG_20180213_210755.jpg

O que vão precisar:

- queijo creme

- queijo ricota

- manteiga de amendoim

- extracto de baunilha

- açúcar

- ovos

- natas

- farinha

- cacau em pó

- açúcar moreno

- manteiga

- natas batidas

- caramelo líquido

- avelãs picadas

 

Bate-se os queijos com a manteiga de amendoim. Adiciona-se o extracto de baunilha, o açúcar e os ovos e bate-se tudo muito bem. Juntam-se as natas e envolve-se tudo até se obter um creme fofo.

Numa outra taça, misturam-se a farinha, com o cacau, o açúcar moreno e a manteiga até se obter uma massa areada.

Forram-se as formas de tartelete ou uma grande com a massa. Verte-se a outra mistura por cima e vai ao forno pré-aquecido durante aproximadamente 45 minutos. Vai depender do forno de casa.

 

Notas:

Não adicionei o extracto de baunilha, como indicado na receita, por assim optar. Cá por casa não se aprecia muito o sabor a baunilha. 

Para decorar, coloquei um pouco de chantilly, nozes picadas em vez das avelãs (que não tinha) e um fio de mel, em vez do caramelo.

IMG_20180213_211000.jpg

As quantidades... essas...

Encontram-nas na revista que ainda está à venda. E atenção, não tenho nada a ver com a marca. Não recebo comissões por publicitar o que quer que seja. Aliás... os produtos usados nem sequer são da marca, mas podiam ser!

Simplesmente experimentei, gostei e quis partilhar!

 

 

 

 

Uma das minhas sobremesas SOS...

Sabem aqueles dias... em que nos apetece muito.... mas mesmo muito algo doce? Como por exemplo, aquela fatia de bolo de chocolate que não fizemos? E olhamos para o relógio e repara-se que são horas de nenhum estabelecimento...perito em doces... estar aberto?

Às vezes acontece-me...

IMG_20170709_184050.jpg

O que vale é que somos um país de desenrascas. Como tal, qualquer casa que possa, tem sempre o seu armário apetrechado para os casos de SOS... açúcar ao poder! Pelo que convém sempre termos o nosso stock sempre em dia!

Desta vez foi uma sobremesa mais fresca, como estamos no verão e só sabe bem coisas frescas e nada calóricas, o que não é de todo o caso. Daí ser uma sobremesa só usada em SOS...

Tinha pêssegos cortados em pedacinhos já com o açúcar e o vinho do porto... Era para os comer assim, sem mais nada... Mas lembrei-me que se tivesse os ingredientes todos ainda fazia a minha sobremesa delicia... Assim originalmente chamada.

Vai uma visita ao dito armário e encontra-se uma lata de leite condensado. E uns palitos la reine. Uffff... Já estou safa! 

Esta deve ser das sobremesas mais comuns, que qualquer pessoa deve estar farta de fazer. De tão fácil que é e de tão rápida execução. E pode ser feita de variadas maneiras. Com palitos la reine, ou de champanhe, com pão de ló ou até mesmo bolachas. Com fruta ou simples. É uma delícia. Uma das minhas variações preferidas é de ananás e pão de ló. 

 

O que vão precisar para a receita base:

1 lata de leite condensado

4 ovos

leite (medida da lata do leite condensado)

200g palitos la reine

1 pc de natas frescas (Nestlé) ou 250ml das de pacote de longa duração

café para demolhar os palitos

 

Vertem o leite condensado para um tacho, medem o outro leite e misturam-no ao condensado. Separam as gemas das claras e reservam estas. Batem ligeiramente as gemas e juntam à mistura dos leites. Vai ao lume até engrossar.

Depois, deitam uma pequena camada deste creme no fundo de taças individuais ou numa maior. E deixam arrefecer. Entretanto fazem café e deixam-no também a arrefecer. 
Costumo comprar uma mistura de cafés na loja dos cafés do Chiado... que é de beber e chorar por mais. Aliás! Não dizem que devemos beber até 3 chávenas de café por dia? Aqui está uma maneira de se beber o dito, mesmo quando não se gosta muito de café. O que não é o caso!

 

Agora, 

Depois do café e do creme arrefecidos, podem mergulhar os vossos palitos e colocar por cima do creme. Batem as natas em chantilly e colocam por cima. Vai ao frigorífico até servir. Podem colocar um granulado de chocolate, por cima, para decorar.

 

Ou...

Descascar e cortar em pedacinhos fruta - morangos, pêssegos ou ananás - colocar numa taça adicionar açúcar para fazer uma calda. Este processo terá de ser feito de véspera, para que se crie a calda, para depois mergulharem os palitos. A quantidade... é a olho... Em alternativa, se a pressa for muita, uma lata de conserva de fruta faz o mesmo efeito. Caso do ananás! E o pão de ló... Caramba... já estou a salivar...

Colocam então por cima do creme os palitos, ligeiramente espremidos e até esmagados. Seguida da fruta escorrida. 

 

Para finalizar...

Batem-se as natas em chantilly e coloca-se como última camada. 

Lembram-se das claras que ficaram reservadas? Podem bate-las em castelo e misturar depois com o chantilly. Com cuidado. E assim terão uma camada ainda mais leve... a lembrar espuma. Fica muito bom! 

 

Nota:

Às vezes as padarias/pastelarias fazem palitos la reine. São mais saborosos e macios que os de compra num supermercado.

Se optarem por usar fruta, o café deixa de ser necessário para a vossa sobremesa. A calda da fruta será a base para molharem os vossos palitos.

Ao bater as natas, caso queiram podem pôr uns grãozinhos de açúcar.

 

 

 

 

Compota de Nêsperas

O bom dos fins de semana prolongados é nos permitir ter um pouquinho mais de tempo para se desfrutar, com qualidade, daqueles pequenos momentos que de outra maneira não nos é... como que... permitido. Dois dias que passam a correr, para além das tarefas óbvias, pouco tempo ou senão mesmo nenhum resta para outros prazeres.

Se juntarmos duas semanas seguidas com fins de semana prolongados... é quase como nos sair um prémio da lotaria... calculo!

Nestas alturas sabemos sempre como aproveitar o tempo.. bem esticadinho para se chegar a todo o lado!

E o que nos deu para fazer? Compota de nêspera.

Como todas as compostas requerem tempo para a sua confecção. Daí que se aproveitou um destes dias e pusemos mãos à nêspera!

Há anos que não se fazia cá em casa. Uma das razões prende-se por as nêsperas de compra às vezes serem um fiasco. Têm uma aparência linda... grandes, mas depois o sabor... insípidas. Outra das razões, a nespereira até então tinha produzido tão pouquinhas que o que dava... os melros eram sempre os primeiros e quase únicos exclusivos a prová-las. Já este ano... a nossa "menina" foi um amor! 

Simpática e generosa proporcionou-nos umas nêsperas do mais docinho que há. Consolo à barriga e ao peito... assim diziam os antigos.

Claro que não são tão grandes e vistosas como as que se encontra nos supermercados. Mas são seguramente mais doces e nossas... portuguesas!

CIMG7906.JPGDá para ver que o frasco já ia a meio para a foto...  Difícil... difícil é para de comer. O mal é começar!... 

 

Compota de Nêsperas

 

Ingredientes:

1,5 kg de nêsperas

1 kg de açúcar

3 dl de água

1 estrela e anis

 

Preparação:

Lavar bem as nêsperas e escalda-las em água fervente. Transferir depois para uma tigela com água fria, retirando-lhes a pele e os caroços. Cortá-las às fatias. à pare, levar ao lume o açúcar com a água e a estrela de anis. Deixar ferver cerca de um minuto. De seguida, juntar as nêsperas e deixar ferver em lume brando até obter ponto pérola. Retirar do lume e guardar em frascos esterilizados.

 

Assim dizia a receita... tirada de uma revista da especialidade!

Mas... por aqui tem-se sempre o hábito de alterar, adulterar as proporções das receitas e esta não foi excepção! 

 

Para além das proporções alteradas, fizemos com mais quantidade, a estrela de anis foi outra das vítimas a ser substituída por um pau de canela. Não se encontrou à venda, em lado nenhum... o raio das estrelas de anis! Não sei qual seria o sabor com a dita... mas com a canela ficou sublime!

As nêsperas não foram escaldadas, nada... lavadas e retirou-se à mesma pele e caroços. Mergulhou-se sim em água fria enquanto se descascavam.

A meio do tempo da confecção e como as nêsperas não se desfaziam... nada melhor do que um esmagador de batata. Aquele utensílio para fazer puré de batata manual foi essencial para esta fase.

E o ponto não foi o de pérola mas sim o de estrada. 

O resto foi igual... guardou-se em frascos esterilizados e com um pequeno pedaço de papel vegetal , recortado à largura da boca do frasco e colocado por cima da compota.

CIMG7909.JPG

Bon appetit!

 

 

Christmas cookies

Huummmm!!!!

 

No ar sente-se um adocicado aroma que preenche as casas.... as pastelarias... e que nos inebria! 

Começaram os preparativos para a noite de Consoada.

Da cozinha vêm sons de grande azáfama... Tachos e panelas para aqui, taças e medidores para acolá...

Chegam as hortaliças e as carnes... Pairam nuvens de farinha  pelo espaço...

Partem-se as nozes, separam-se as frutas dos caroços...

O forno transforma-se num fazedor de sonhos tornados em realidade! Entram esperanças e saem as mais fantásticas iguarias que nos deixam a salivar...

E antes de poderem ser degustadas vão enfeitar a árvore de Natal...

As bolachinhas...

33fedb77fbba00ad69009e30a132fffa.jpg

Já começaram a preparar as vossas bolachinhas de Natal?

3fb7dba05b5ba86e266fba2397b20d04.jpg405be9fcfde864a38fccf975a7a9d386.jpg

De várias formas e tamanhos a decoração torna-as em verdadeiras obras de arte...

Difícil... difícil mesmo é resistir-lhes! 

5eb9e24f49b4bee5f62257efd167ad02.jpgIMG_5787.JPG

E são tantas as sugestões...

3c9ae985bcfa0347a9f1d905d215e8ec.jpgdb4e67066ab1f3fe870db2efa066415f.jpg

Mais e mais exemplos aqui

02277817bdc4a7b9d83664d0b26cda85.jpg23ca5b8725f96113573db7ad2b0ebb06.jpg

Até casinhas se podem fazer...

5a92ed6c88e474066a55a15fd20afa7f.jpg

Fica um passo-a-passo para ajudar a decoração das vossas bolachinhas

 

 

Tarte de amêndoa... com segredo!

Ontem foi dia do pecado cá em casa!

Do doce pecado!

Também de vez em quando não faz mal nenhum!...

 

E se for feito em casa, ainda melhor. Pelo que lá andei eu de volta das farinhas, dos ovos e do forno.

 

Uma das minhas sobremesas preferidas é sem dúvida a tarte de amêndoa! Atenção... Muita atenção... só depois das que levam... ou melhor, abusam do chocolate... preto. É claro!

 

Mas esta não se trata de uma tarte de amêndoa qualquer... esta tem um segredo!

 

Huuummmm... que cheirinho bom que ficou pela casa...

 

Como a pressa em comer era maior que a paciência em tirar as fotos....

Foi isto que se arranjou!

 

Por telemóvel... sem efeitos.... mas muito saborosa!

Cá vai a receita!

 

20161113_211743.jpg

 

Ingredientes

1 base de massa quebrada de compra

1 doce - compota a gosto 

80g de açúcar

80g de manteiga derretida

2 ovos

1 colher de sopa de farinha de trigo (usei a Branca de Neve super-fina - pacote vermelho)

100g de amêndoa moída

80g de amêndoa laminada

 

Preparação

 

Ligar previamente o forno a 180º/200º. Ter em conta que a preparação é rápida, convém que ele esteja pré-aquecido uns 10 minutos antes de se colocar a tarte.

 

Forra-se uma forma tarteira de fundo amovível, com a base da massa quebrada. Pica-se o fundo com um garfo.

 

Numa tigela, batem-se o açúcar e a manteiga. Optei por usar aquela margarina própria para bolos da Becel que já vem líquida. Bate-se até se obter uma mistura homogénea e esbranquiçada.

 

Junta-se, de seguida os ovos, um de cada vez e batendo bem.

 

Adiciona-se a farinha de trigo e a amêndoa moída. Misturar para não criar grumos.

 

Agora vem a parte do segredo...

O doce é colocado no fundo da tarteira e espalha-se bem. E por cima deste, coloca-se a mistura anterior, a dos ovos e farinha.

 

Espalha-se a amêndoa laminada por cima.

 

Vai ao forno durante aproximadamente 40 minutos. No meu, levou menos tempo. Convém fazer o teste do palito antes de se retirar do forno.

 

Uma vez pronto, retira-se e deixa-se arrefecer.

 

Colocar um pouco de açúcar em pó por cima da tarte e servir.

20161113_212214.jpg

 

Dependendo da largura e altura da vossa tarteira, a fatia pode ficar com mais altura. Mais pequena, fatias mais altas. 

A minha é larga e baixa pelo que tive de recortar a massa excedente.

 

Também podem usar, em vez de massa quebrada, massa areada.

 

Já me esquecia, o doce que usei...

Foi... doce de gila!

Até parece que se estava a comer... uma fatia de toucinho do céu!

Mais sobre mim

foto do autor

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Loulou no pinterest

Loulou no face

Mensagens

Pesquisar

 

Comentários recentes

  • Anita

    Mas que bom aspecto

  • A Desconhecida

    Huuummm, muito gulosas essas tartes!!!

  • Loulou

    Obrigada pela dica!Próxima vez que vá lá... vou ve...

  • Loulou

    ahahahahahah!Acredito que sim!

  • Marta Elle

    A primeira vez que vi à venda foi no Continente, m...

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D