Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Loulou

"To live a creative life, we must lose our fear of being wrong"

Loulou

"To live a creative life, we must lose our fear of being wrong"

Chovem paus de gelado...

 

Até que podia ser... Choverem geladinhos... De vários sabores, conforme o gosto de cada um. Isso é que era esperto!

Agora bem que marchava já um e de choicoilate...

Vai sonhando...

 

Hoje sim, tem chovido... mas a cântaros... 

CIMG7931.JPG

Rain is just confetti from the sky

 

Agora vamos ao que interessa, estava a guardar por um dia de chuva, como o de hoje para vos mostrar a minha mais recente pintura.

Lá estou eu a achar que sou expert no assunto....

Mais uma vez com paus de gelado.

Parece que ganhei-lhe o gosto é o que foi! eheheheheh 

Podem aqui rever a minha primeira experiência! Gaba-te.... gaba-te!....

Para não variar toca de dificultar-me a vida e escolher um motivo bem mais complicado. Masoquista?! Quem?! Eu?! Algo que usa-se o menos possível de cores e que ainda, desse para começar a pintar com canetas pigma micron.

Invariavelmente a escolha tinha que recair e recaiu num tema com gatos.... vai se lá saber do porquê?! O desenho não de minha autoria.

Mas querem saber o mais engraçado? É que nem sequer se trata de um desenho, de uma pintura... nada... Mas sim de um recorte, aliás, vários recortes em papel preto que só em fundo branco como contraste se vê o resultado. 

CIMG7933.JPG

Tema inspiração de uma criação de Bone cut's

 

Passar o desenho para os paus foi um processo... dramático... O branco mais branco ficou negro como um carvão, ou não fosse o papel químico de carvão. A borracha não foi a minha esperançosa solução milagrosa que me safa-se do borrão... do... dos queres tu dizer...

Óoooh só a mim.... Mas por que raio me meto a fazer isto. Até parece que não tenho mais nada para fazer. Ter até tens só que nã estás para isso...

Toca a pintar de novo as zonas afectadas. Mas desta vez com os pincéis mais finos para tentar conservar o esboço. 

Devia levar um carolo de cada vez que me armo em esperta.... para ver se aprendia... Bom é melhor não. Por esta altura já não tinha espaço para tantos galos... isso é que era esperto! eheheheh

Não dizem que é com as asneiras que se aprende.... Então???!!!!

E o que aprendes-te?

@#%$§..... sem tradução

 

Vá lá que a coisa até correu bem ao fazer os contornos com a caneta. Se calhar até dava uma boa cirurgiã! aaaahhhhhh.... pobres coitados....

 

 

Para quem quiser brincar aos paus de gelado... Sigam as recomendações.

Mas tem de ter a certeza absoluta que o querem fazer. Este aviso é a sério. Corre-se o sério risco de se ficar viciado... especialmente naquilo que cobre os paus... Depois não digam que não foram avisados...

 

Então nesse caso vão precisar:

 - paus de gelado reciclados ou de compra.

- tintas acrílicas

- canetas Pigma Micron, pincéis e lápis pastel

- cola e uma superfície à escolha para colar os paus

 

Para o desenrasca:

Começar por escolher os paus e configurá-los na posição escolhida. Para evitar grades aberturas entre eles. Pintar a parte onde se vai desenhar com tinta acrílica branca. Deixar secar e repetir as vezes necessárias. Vai depender do que se pretende desenhar. Se levar outras cores, basta o suficiente para se desenhar.

Colar na superfície desejada. Neste caso foi em cartolina grossa que reciclei de uma pasta de documentos velhos. Sempre sai mais barato do que comprar uma! Eu opto por primeiro colar um pequeno pedaço de papel nas costas do trabalho, pintar e depois colar, em definitivo, aonde quero. A escolha é vossa!

De seguida, desenhar ou transferir o desenho escolhido para a nossa tela. É natural que fiquem alguns pormenores mal delineados. É essa a intenção... 

Se o desenho escolhido for colorido, é pegar nos pincéis, nas tintas, nos lápis ou nas canetas e dar largas à imaginação.

 

Bons gelados! 

Ainda achas que sabes pintar?

 

Tenho saudades dos meus pincéis... buuuáááaaaaaa..... a alergia tem-me impedido de ir snifar as minhas ricas tintas....

Poça... quem ler isto pensa que sou adita...

CALMA...

Nada disso... como é do conhecimento geral, as tintas, especialmente a óleo, pelos seus componentes, têm um odor característico. Cheiro esse que me impede, muitas vezes de pintar mais vezes a óleo, daí recorrer às tintas acrílicas...

Ao contrário dos verdadeiros artistas, sei que não sou profissional nem tenho pretensões a tal... Que o meu curso nada teve a ver com artes plásticas. Mas nada me impede de gostar de pintar?... Ou acreditar e pensar que sim? Que até acho ter um resquício de jeito para tal... Não dizem que esperança é sempre a última a morrer? Pelo menos, vou tentando me desenrascar! Não fica perfeito como gostaria, mas para o que por aí se vê... até me vou safando...

Isto tudo a propósito de como se desenhar/pintar gatos... post d'ontem...

Gatos.... outra vez...

Mas que culpa tenho eu, se sinto necessidade de repetir aquilo que me é mais difícil pintar?! E já nem me atrevo a tentar pintar rostos... Aí acredito que punha Picasso a um canto. Sem margem para dúvidas... ai punha.... punha... 

Então, é certo eu ter um vastíssimo (mínimo) historial em pintura felina.... das quais só consta algumas tentativas... Não dizem que dos fracos não reza a história?... Então? Haveria eu de mostrar o quê? Papeis rasgados em mil pedaços... quando me dão os azeites?

Nem pensar...

Bom, como de momento não posso mostrar nada de novo, por motivos óbvios e alheios à minha pessoa... vai... o que já fiz...

As minhas preciosidades... o que de melhor se aproveita (nota - tenho a mania do perfeccionismo.... é um longo caminho ainda a percorrer)

Preparados?

Cá vão elas...

393746_110003455778283_1351859090_n.jpg

Pintura em tecido - numa t-shirt branca

393746_110003462444949_1604815223_n.jpg313295_116753758436586_776620950_n.jpg

Pintura em tecido - calças de ganga                                Pintura em madeira

393600_119785814800047_1082521647_n.jpg19929718_M3n3N.jpeg

Pintura a óleo.... Era suposto ter um ar feroz...      Agora a desgraça... o eternamente... hei-de

                                                                                      te acabar... À espera de melhores dias... 

 

E depois uma pessoa vê vídeos como este e pensa...

Ainda achas que sabes pintar?!

 

E a resposta é nim... 

Roem-se-me as entranhas de inveja... da boa.... da facilidade como que com uma perna às costas... desenham...

Respira fundo...

Volta a pegar nos lápis, pincéis, papel e repete tudo outra vez... ainda não é desta que está bem feito...

sniff... snifff

 

Bom fim de semana para todos!

Paus de gelado + tintas = lembrança? Fica a Dica

E cá estamos de volta a mais uma semana. A uma segunda-feira com cheirinho a finalmente... Primavera! Ainda que envergonhada e meio ressacadas(os) do dia de ontem - Dia do Pai.

Muitas comprinhas??? Pais felizes??? Isso é o que importa!

Antes demais, quero agradecer ao meu querido sapinho, pelo destaque de 6ªfeira! Obrigada!!!!

Também acabei por não resistir a esta febre de consumismo e lá fui às compras. Não queria... mas foi mais forte do que eu... Mas ao contrário do apresentado em muitas montras ainda que umas bem apelativas... resisti e ofereci-lhe (para além da lembrança que consegui acabar, ainda a tempo do dia...) mais uma caneta. Mais uma para a sua colecção...

É algo que ele usa... pensando bem... usa mas nunca as que lhe dou... a essas guarda-as.  Por muitos anos que passem continua a fazer-me cá umas alergias transformadas em comichões... Escolher uma caneta toda pipi, oferecer-lha e ele em vez de a usar... nem que seja uma vez... não. Vai-mas arrumar na sua caixinha, onde estão outras n canetas... com a desculpa... É para não se estragarem... são tão bonitas. E então a carga, essa não seca??? Ai alminha... Enfim... o que importa é vê-lo feliz!

 

Ah! A lembrança...

Paus de gelado + tintas = a lembrança???

 

Como transformar paus de gelado numa peça de arte.... na minha obra de arte... modesta não?!

Já algum tempo que andava para experimentar usar os paus de gelado nalguma coisa. Algo que junta-se o útil ao agradável. Reciclagem e pintura. Como estava em vésperas do Dia do Pai, nada melhor que juntar o útil ao potencialmente agradável de se receber como lembrança.

Vai daí e saiu-me isto...

CIMG7839.JPG

Não foi o caso destes paus de gelado. A esta altura do campeonato não conseguia arranjar o número suficiente para fazer uma pequena tela. Encontrei-os à venda numa lojinha do chinês. Mas fica a dica para os próximos tempos... gelados!

Umas fotos do passo-a-passo:

CIMG7833.JPGCIMG7837.JPG

Do que precisava então?

Dos paus de gelado, tintas acrílicas, pincéis, papel, cola e um desenho adaptado à ocasião...

CIMG7838.JPGCIMG7843.JPG

Com a minha adaptada tela pronta, faltava a moldura... 

Uma pintada em tempos e que andava à espera que me lembra-se de dar-lhe um final feliz. Mas agora que me lembro, ainda tenho mais uma moldura... Quem sabe outro projecto também com paus de gelado?!

 

Nota:

É garantido conseguirem arrancar um sorriso de orelha a orelha ao vosso pai!

 

 

 

 

 

 

 

Em casa de ferreiro... espeto de pau?!

Existe todo um ritual para uma prazerosa leitura dum livro. Não basta pegar num exemplar qualquer e pôr-nos a ler. Tudo requer um processo de várias etapas. Desde a escolha do mesmo, passando pelo título. A capa se é ou não sugestiva, sim também conta! E as críticas, dessas nem se fala o quanto importantes são. Ah... já me esquecia o tema, se nos interessa ou não.

Depois confortavelmente instalada(o) na cadeira preferida, sofá, cama... quem diz cama diz transportes públicos ou até mesmo na pausa para o almoço.

Mas mesmo bom é poder ser no conforto da nossa casa.

Munidos de uma mantinha estrategicamente colocada nas pernas, para estes dias de frio que ainda se sentem. Uma bebida quente ao lado e quiçá qualquer coisa para petiscar entre páginas...

E a hora chega... aquele momento tão ansiado para se saber o que aconteceu à personagem principal...

Pega-se no livro e lançamo-nos na procura da página onde tinha ficado suspenso o... e...

E é quando reparamos que já não sabemos aonde ficámos... Tínhamos fechado à pressa o livro e sem nada ao pé para marcar, nem sequer um oferecido pelo próprio editor.

Nada...

E muito menos fazer aquela dobrinha no canto da página... isso nem pensar... se o livro nos tiver sido emprestado...

É nestas alturas que um marcador de livros faz imensa falta.

Não faz?

CIMG7824.JPG

Sabem aquele velho ditado...

Em casa de ferreiro, espeto de pau?

Pois...

Era o que por aqui se passava... Ora eu que tanto gosto de pintar, como é possível ainda não ter feito um marcador de livros?! Incrível...

Que distracção..

... que vergonha...

CIMG7820.JPG

Mas o povo é sábio e também diz... que nunca é tarde para começar!

E assim fiz, pus mãos à obra.

Papel, tintas acrílicas, pincéis e lápis não faltam cá em casa. Encontrado um desenho a gosto foi hora de dar largas à pintura.

Agora sim... já tenho um marcador de livros como deve de ser!

E sabem que mais?!

Não é que agora fiquei com a ideia e a vontade de fazer umas etiquetas para o Natal?!

Esta cabeça não pára...

 

A pedra e o gato #2

 

"Era uma vez uma menina que um dia encontra uma pedra. Uma não, várias.

Enfileiradas, lado a lado. E lá no fim havia um gato.

Ou mais uma pedra?

A menina teve uma ideia: pegou pincel e tintas e deu cor ao mundo.

Até que...

A pedra virou Gato"

                                                                                                                                                     Pires Fernando

 

Parece que sim!

Finalmente se descobriu!

Ver post anteriores aqui e aqui

CIMG7788.JPG

 

 

Nunca se sabe o que uma pedra esconde!

 

Fotos sem verniz colocado.

Materiais utilizados:

- pedra

- tintas acrílicas Americana e FolkArt

- verniz vitral

CIMG7807.JPG

CIMG7804.JPG

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Loulou no pinterest

Loulou no face

Pesquisar

 

Comentários recentes

  • The Cherry

    Ainda não conheci ninguém que tenha chegado aquele...

  • Loulou

    Os rapazes são sempre mais aventureiros que nós ra...

  • The Cherry

    Eu até fui uma menina relativamente calma por isso...

  • Loulou

    Sim... sim... tenho outros tantos esqueletos no ar...

  • Loulou

    Está não está...Foi dessa altura que o juizo foi-s...

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D