Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Loulou

Meowmy de 4 gatos e artista autodidacta nas horas vagas! Acompanhem-me nas minhas aventuras e desventuras nesta jornada que é a vida!

Loulou

Meowmy de 4 gatos e artista autodidacta nas horas vagas! Acompanhem-me nas minhas aventuras e desventuras nesta jornada que é a vida!

Compota de Nêsperas

O bom dos fins de semana prolongados é nos permitir ter um pouquinho mais de tempo para se desfrutar, com qualidade, daqueles pequenos momentos que de outra maneira não nos é... como que... permitido. Dois dias que passam a correr, para além das tarefas óbvias, pouco tempo ou senão mesmo nenhum resta para outros prazeres.

Se juntarmos duas semanas seguidas com fins de semana prolongados... é quase como nos sair um prémio da lotaria... calculo!

Nestas alturas sabemos sempre como aproveitar o tempo.. bem esticadinho para se chegar a todo o lado!

E o que nos deu para fazer? Compota de nêspera.

Como todas as compostas requerem tempo para a sua confecção. Daí que se aproveitou um destes dias e pusemos mãos à nêspera!

Há anos que não se fazia cá em casa. Uma das razões prende-se por as nêsperas de compra às vezes serem um fiasco. Têm uma aparência linda... grandes, mas depois o sabor... insípidas. Outra das razões, a nespereira até então tinha produzido tão pouquinhas que o que dava... os melros eram sempre os primeiros e quase únicos exclusivos a prová-las. Já este ano... a nossa "menina" foi um amor! 

Simpática e generosa proporcionou-nos umas nêsperas do mais docinho que há. Consolo à barriga e ao peito... assim diziam os antigos.

Claro que não são tão grandes e vistosas como as que se encontra nos supermercados. Mas são seguramente mais doces e nossas... portuguesas!

CIMG7906.JPGDá para ver que o frasco já ia a meio para a foto...  Difícil... difícil é para de comer. O mal é começar!... 

 

Compota de Nêsperas

 

Ingredientes:

1,5 kg de nêsperas

1 kg de açúcar

3 dl de água

1 estrela e anis

 

Preparação:

Lavar bem as nêsperas e escalda-las em água fervente. Transferir depois para uma tigela com água fria, retirando-lhes a pele e os caroços. Cortá-las às fatias. à pare, levar ao lume o açúcar com a água e a estrela de anis. Deixar ferver cerca de um minuto. De seguida, juntar as nêsperas e deixar ferver em lume brando até obter ponto pérola. Retirar do lume e guardar em frascos esterilizados.

 

Assim dizia a receita... tirada de uma revista da especialidade!

Mas... por aqui tem-se sempre o hábito de alterar, adulterar as proporções das receitas e esta não foi excepção! 

 

Para além das proporções alteradas, fizemos com mais quantidade, a estrela de anis foi outra das vítimas a ser substituída por um pau de canela. Não se encontrou à venda, em lado nenhum... o raio das estrelas de anis! Não sei qual seria o sabor com a dita... mas com a canela ficou sublime!

As nêsperas não foram escaldadas, nada... lavadas e retirou-se à mesma pele e caroços. Mergulhou-se sim em água fria enquanto se descascavam.

A meio do tempo da confecção e como as nêsperas não se desfaziam... nada melhor do que um esmagador de batata. Aquele utensílio para fazer puré de batata manual foi essencial para esta fase.

E o ponto não foi o de pérola mas sim o de estrada. 

O resto foi igual... guardou-se em frascos esterilizados e com um pequeno pedaço de papel vegetal , recortado à largura da boca do frasco e colocado por cima da compota.

CIMG7909.JPG

Bon appetit!

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Loulou.art 07.05.2020

    Olá Carla!
    Obrigada pela visita e pelo comentário. Queria também desculpar-me pela demora em responder...
    Quanto ao tempo, para ser franca.... não contabilizei o tempo que demora a fazer, mas ainda é algum. Com isto quero dizer, horas. Talvez umas duas horas, mas nada de muito garantido. Pois depende de diversos factores. Um dos quais, eu, na altura não ter dado um escaldão às nêsperas, o que acabou por demorar mais na sua cozedura. Tendo mesmo que optar por as triturar.
    Quanto ao sabor... é como aquela muito popular expressão.... "É de comer e chorar por mais!"
    Experimente e depois partilhe comigo como correu!
    Beijinhos
  • Comenta:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Pesquisar

     

    Comentários recentes

    • Loulou.art

      Olá Carla!Obrigada pela visita e pelo comentário. ...

    • Carla Costa

      Quanto tempo demora a fazer? Nunca fiz compota de ...

    • Almerinda

      Não tenho palavras para gabar esta exímia manejado...

    • Loulou.art

      Grata pelo feedback. Feito!

    • Anónimo

      Olá, venho pedir encarecidamente os créditos para ...

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D